Vitor Britto

Desenvolvedor Web

Tema:

Criando bons programas em Shell Script

UPDATE - 16/02/2014: dicas 7 e 8 adicionadas.

Saudações!

Há algumas semanas atrás, escrevi um artigo com dicas úteis para quem utiliza o Grunt no ambiente de trabalho.

Hoje, estarei publicando um artigo com dicas mais do que úteis para quem trabalha com Shell Script. Estas dicas fazem parte de estudos e experiências que vivenciei há um bom tempo trabalhando com esta linguagem sensacional. São dicas que favorecem na construção de bons programas com Shell Script.

Shell Script, o que é isso?

Se você não faz idéia do que é Shell Script, estas dicas podem não ser tão úteis para você. De toda forma, não desanime! Eu recomendo que você estude e se familiarize com esta poderosa linguagem. Segue um artigo para você ter uma base.

Chega de conversa, vamos ao que interessa

  1. Sempre utilize aspas para declarações de variáveis, argumentos e referências (para as variáveis) nos seus programas em Shell Script.
  2. Sempre que possível, utilize comandos compactos com os operadores && e || (ex.: mkdir novoprojeto && cd novoprojeto && touch README.md).
  3. Entenda quais as possibilidades para se utilizar algum comando em determinado sistema. Para isso, leia a man pages dos comandos básicos (grep, cut, sed, cat e etc) de outros sistemas.
  4. Acostume-se a ler o código-fonte de outros programas em Shell Script. Alguns ensinamentos são melhor compreendidos com um exemplo funcional.
  5. Analise quando você deve utilizar o comando cat, assim como o sed, awk, cut e grep.
  6. Faça um bom proveito de pipes, redirects e lists nos seus programas.
  7. Deixe o seu programa sempre com um cabeçalho inicial (veja o exemplo). Não importa se o cabeçalho ficar maior que o programa em sí. Comentários são ignorados pelo interpretador e isso não influência em nada no desempenho do programa. Um código bem documentado é útil até mesmo para você.
  8. Utilize quebra de linha, linhas em branco para separar determinados blocos do seu código e alinhamento para uma boa legibilidade e leiturabilidade do seu programa.
  9. Se você sempre quis saber porque alguns programas em Shell Script iniciando com um #!/bin/bash ou #!/bin/sh, isso se chama shebang. Com este cara, é possível tornar o seu script executável, como um programa. Com isso, ao executar o comando chmod u+x meuscript.sh você estará solicitando ao seu sistema que dê permissão àquele script para ser parseado e interpretado como um programa e, por fim, ser executado como ./meuscript.sh.

Por hoje é só. Estarei atualizando este espaço a medida em que novas experiências e situações acontecerem. Fique atento para novas dicas.

Até a próxima! =]

Vitor Britto

Full Stack Web Developer, extremamente apaixonado pelo seu trabalho (e Unix). Descobriu o mundo dos códigos há quase duas decádas e mantém a mesma paixão desde o primeiro dia dessa descoberta. Trabalha como freelancer full time há quase 4 anos desenvolvendo projetos voltados para a web. Também direciona boa parte do seu tempo para pesquisas, desenvolvimento de projetos open-source e escrever os artigos aqui publicados.