Vitor Britto

Desenvolvedor Web

Tema:

Dicas úteis para quem utiliza o GruntJS

Saudações!

Resolvi abrir um espaço no meu blog para listar algumas dicas que podem ser úteis aos desenvolvedores que utilizam o Grunt. Então, aí vai algumas dicas que acho interessantes e que são ótimas alternativas.

  1. Você pode utilizar o ShellJS para tarefas de leitura e escrita de arquivos. Assim, você substitue os possíveis plugins grunt-contrib-copy, grunt-contrib-clean e grunt-exec ou grunt-shell. Se preferir, e não desejar injetar qualquer dependência ou plugin, você pode utilizar o método .file() disponível na API do Grunt para tais rotinas.
  2. Você pode utilizar o módulo browser-sync (http://www.browsersync.io/) ou o plugin grunt-browser-sync, no lugar do grunt-contrib-connect, grunt-contrib-livereload e/ou grunt-php. Além disso, você ganha integração com a tarefa watch e testes cross-devices/browser com sincronização de eventos em dispositivos reais.
  3. Cuidado com as tarefas que você executa por padrão (ou que estão sendo observadas com a tarefa watch) e os seus respectivos arquivos. Fazer o uso consciente do glob pattern ajuda também no momento do build/compilação.
  4. Procure fazer um breve planejamento de como será o build script do projeto em questão e quais tarefas vão constar nele. Uma folha de papel e um lápis são o suficiente. =P
  5. Você pode utilizar a função require() e o module.exports para exportar configurações globais. Com isso, você armazena estas configurações em um arquivo externo (ex.: grunt-config.js) e faz o parser através do método .read() no seu arquivo Gruntfile.js.

Então, é isso. A medida em que novas dicas forem surgindo, farei as devidas atualizações. Caso você saiba de alguma dica interessante, e que possa ser útil, compartilhe conosco.

Espero que estas dicas sejam úteis para você. Até a próxima! =]

Vitor Britto

Full Stack Web Developer, extremamente apaixonado pelo seu trabalho (e Unix). Descobriu o mundo dos códigos há quase duas decádas e mantém a mesma paixão desde o primeiro dia dessa descoberta. Trabalha como freelancer full time há quase 4 anos desenvolvendo projetos voltados para a web. Também direciona boa parte do seu tempo para pesquisas, desenvolvimento de projetos open-source e escrever os artigos aqui publicados.